.comment-link {margin-left:.6em;}

quinta-feira, dezembro 30, 2004

Seja lá Ele quem for...

..., pressupondo que exista, está inocente.

"Como Posso Saber a Razão Disto? É o Poder de Deus", diz uma mãe, desesperada, sem explicações para a desgraça que lhe aconteceu.

Muito já se está a escrever e discutir sobre as causas reais, estruturais, sobre um desastre, cuja dimensões são trágicas, catastróficas, de (muito) difícil apreensão.

Por exemplo: A construção em cima da linha da costa - nalguns casos mesmo na praia -, o aquecimento global ou a poluição são algumas das ameaças que enfraquecem os ecossistemas do litoral, perdendo-se capacidade de resistência às catástrofes naturais.

Há que discutir, analisar, perceber - e ultrapassar os lamentos e as lamúrias, sentimentais, mas estéreis de facto.

Conviria que depois da ajuda internacional - cujos extremos estão a ir do forretismo mais inqualificável à generosidade mais espantosa - se discutisse isto a sério.

Também era uma oportunidade de redenção de certos agentes sociais.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com