.comment-link {margin-left:.6em;}

sábado, janeiro 29, 2005

Impostos

Num país em que a economia paralela é 22% do PIB e a evasão fiscal está avaliada entre 5% e 7% do PIB, que outra hipótese há além de carregar na tributação indirecta, sobre os que não podem fugir ao Fisco?

Entretanto, o director-geral dos Impostos admite que o combate à evasão fiscal pode render o suficiente para acabar com a conversa, o drama, a obsessão, do défice orçamental.

E isto admitindo que é impossível evitar toda a evasão e concedendo que é preciso tempo para apresentar resultados daquela dimensão.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com