.comment-link {margin-left:.6em;}

domingo, fevereiro 13, 2005

Leituras com pó (6)

Precisamos de melhores empresas e de melhores empresários.

Jorge Sampaio, Público, 27/10/02.

Isto sugere as seguintes máximas:

Os políticos reclamam melhores empresários.

Os empresários reclamam melhores políticos.

Os políticos desejam melhores (e mais) eleitores

Os empresários desejam melhores (e menos) trabalhadores.

Os eleitores desejam melhores políticos.

Os trabalhadores desejam melhores empresários e melhores políticos.

Os políticos desejam melhores empresários e melhores trabalhadores.

Os empresários desejam melhores trabalhadores e melhores políticos.

Mas...

... os políticos desejam melhores políticos?

... os empresários desejam melhores empresários?

... os trabalhadores desejam melhores trabalhadores?

Está tudo de acordo (em exigir/reclamar/desejar/esperar que o Outro melhore; em não ser auto-exigente com o Mesmo) ou está tudo em desacordo, em particular quanto à concretização de mudanças, dese logo quanto à repartição do custo destas, que é imediato, enquanto que os benefícios são diferidos e incertos?

Grupos de interesse? Lobbies? Captura do Estado? Rendas de situação? (In)capacidade de representação e expressão político-institucional? Têm tudo a ver com isto, não é? Se assim for, então os desejos têm pouca influência num mundo em que o que conta são as relações de força, que evoluem conforme a força de cada interveniente.

Pelo menos, é o que parece...

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com