.comment-link {margin-left:.6em;}

sábado, fevereiro 05, 2005

Rezas

A Diocese de Beja recuperou uma oração do papa Paulo VI proferida em Agosto de 1976, quando a Itália passava por uma situação de seca extrema, e tornou-a acessível aos alentejanos através da sua página na Internet, para que "orem a Deus pedindo chuva", lê-se no Público.

Sem comentar a novidade da internet, interrogo-me: por que razão anda Deus a preocupar pessoas que já têm um quotidiano tão cheio de carências? É preciso mais para testar a sua fé?

Também não percebo as preces pelas melhoras do Papa. Se Deus o quisesse bom, por que é que tinha permitido que adoecesse?

Por que não se discutem mais estas questões, estes paradoxos, estas confissões/manifestações de impotência?

A falta de chuva no Alentejo é a nossa versão dos furacões na Florida, das inundações em São Petersburgo, das chuvas na Europa Central e do Norte,... a doença do Papa é a idade.

Por que razão a ignorância, a superstição, o irracional têm tanto peso na vida social? Por culpa dos "ignorantes", "supersticiosos", "irracionais"? Por conveniência de terceiros (já dizia Salazar: se soubesses o que custa mandar,...)?

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com