.comment-link {margin-left:.6em;}

domingo, abril 24, 2005

Clustering: Vontade vs capacidade

Portugal e o mar.

Par que existe há 862 anos.

Graças a Deus (seja ele quem e o que se estipular que for).

Graças ao homem não tem existido.

Excepto na altura do Homem, como lhe chamou a rainha vizinha.

Também já se pensou em aplicar esta lógica de clustering a tantos outros factores.

Sem ser, nem querer ser, exaustivo, pode-se apontar por todos o óbvio clima (Portugal, a Califórnia da Europa) ou a mobilização dos expatriados (congresso Portugal e o Mundo, promovido por Paulo Valada).

Vontades, ideias, projectos, planos, intenções, ... - quem não tem uma, duas ou três para adiantar, apontar, mencionar?

Por que não se mobiliza a comunidade portuguesa espalhadas pelas sete partidas do mundo?

Por que se deixou o aproveitamento do clima redundar nas barbaridades urbanístico-ambientais conhecidas?

Por que é que Portugal deveria conseguir aproveitar agora o mar?

Entre o desperdício sucessivo de oportunidades e um último sobressalto qualquer conviria ponderar as razões da evolução, do percurso havido.

A velha questão, cada vez mais evidente: se os emigrantes portugueses são bons no estrangeiro, se os trabalhadores portugueses são bons nas multinacionais que operam em Portugal, por que é que são maus nas empresas dirigidas por portugueses? Por que é que as empresas portuguesas só se aguentam com recurso a subterfúgios, fintas à legislação, informalidades, dependência do acesso ao bolo orçamental?

Se o húmus é este (o desenrascanço agressivo/subserviente para compensar o analfabetismo pluridimensional) em que é que as elites - políticas, empresariais/sindicais, académicas - podem ser diferentes? Como podem alterar o estado de coisas de forma autónoma? Em função de que interesses a promover e a afastar?

Comments:
O problema está nitidamente do lado da formação e do investimento.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com