.comment-link {margin-left:.6em;}

quarta-feira, abril 06, 2005

Onde páram as elites? (49)

É possível resolver esse problema das elites no médio-prazo?, pergunta o Diário Económico.

Vai ter que se resolver, responde José Adelino Maltez.

(Entrevista a propósito do lançamento do segundo volume da obra Tradição e Revolução).

Marcelo Rebelo de Sousa, que o apresentou, sugeriu que a sua leitura fosse obrigatória para todos os deputados e futuros governantes, para se prevenirem e verem o que os espera.

José Adelino Maltez regojizou-se com a pertença de Portugal à União Europeia, porque assim somos os representantes da República armilar do Brasil na Europa. É um jogo de pluralidade de pertenças. O Brasil é um seguro de vida e é preciso ter uma visão armilar e global do próprio papel de Portugal no mundo.

Já Alain Minc sugerira, há meses em entrevista ao Público, que Portugal deveria ser o embaixador do Brasil na Europa.

Quando a Espanha seduz a América Latina e a China os Palop, o que faz Portugal?

O que pode fazer Portugal?

O que quer fazer Portugal?

O que é Portugal?

E qual o interesse do Brasil na Europa, com os EUA à mão e a China na mira?

Comments:
Falamos muito e fazemos pouco. Não nos agregamos em concensos, somos desconfiados. Por vezes com razão, outras não. Espanha cresceu pq Aznar, um político firme, se fez rodear de bons profissionais. Nós desde o arrogante Cavaco que andamos à nora...
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com