.comment-link {margin-left:.6em;}

quarta-feira, julho 13, 2005

Media: O problema da verdade

Nunca deixar que a verdade estrague uma boa história é uma velha máxima, sempre em reactualização constante: Timisoara, violações no metro em Pris, arrastões em Carcavelos,...

Leonel Moura, no Jornal de Negócios faz umas reflexões interessantes, provocadas pelo trabalho de Diana Andringa:

Para os distraídos recapitule-se. Um dia destes o país foi abalado com um evento tremendo, embora nada original, e que dá pelo nome de arrastão segundo marca registada pelos nossos irmãos brasileiros.
(...)
Acontece que no caso português, sempre excêntrico, a coisa começou, não com um facto concreto, mas com uma pura invenção policial e mediática. Como hoje se sabe o arrastão nunca existiu e não houve sequer, na ocasião, um único roubo declarado na praia de Carcavelos.
(...)
Diana Andringa (...) montou um singelo vídeo (...). Deu com isso uma grande lição. Aos colegas, cada vez mais preguiçosos e subservientes; ao jornalismo no seu todo que vai perdendo a autonomia crítica, tão fundamental para uma verdadeira sociedade pluralista e democrática; às empresas de comunicação por óbvia e crescente perda de credibilidade.
(...)

Percebo a ideia. Tenho é dificuldade de localizar no tempo o período da autonomia crítica do jornalismo. Problema meu, concerteza...

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com