.comment-link {margin-left:.6em;}

domingo, julho 31, 2005

Metodologia

Quem está ao nível do chão tem uma certa perspectiva das coisas.

Quem, no mesmo local, estiver no cima de umas escadas, tem outra.

Se, ainda no mesmo sítio, conseguir ter visão exterior a partir de uma altura equivalente a 10 andares, terá ainda uma outra perspectiva.

Quanto mais alto, maior a perda de pormenor e maior a percepção do conjunto e do contexto.

É fácil constatar os pormenores quotidianos. É o primeiro nível de análise e relacionamento com o mundo envolvente.

Já dá mais trabalho procurar apurar regularidades, a partir da observação do mesmo quotidiano, pela aparente desordem fenomenológica que é inerente a este.

Mas o importante é conseguir adivinhar o futuro, a partir dos pormenores e das regularidades.

Ou seja, a crítica é fácil - Talk is cheap, dizem os britânicos.

Se se quiser evitar ser uma barata tonta, a criticar tudo o que mexe e de que se discorda, há que procurar apurar regularidades para adivinhar o futuro.

Só assim se pode perceber o que se passa e antecipar o que se vai passar por mera projecção de tendências e lógicas.

É então que há possibilidades de críticas substantivas e proposituras alternativas.

Básico, não é?

Não é.

É por isso que o disparate campeia, a demagogia avulta e a paciência encolhe.

Comments:
por isso é que eu sempre que posso gosto de andar de avião; para ter a percepção de quão insignificantes somos comparados com os limites do horizonte. E de quanto são inconsequentes as previsões que tentamos fazer, confrontadas com a ausência de quem nos escute.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com