.comment-link {margin-left:.6em;}

sexta-feira, setembro 02, 2005

A influência humana nos desastres naturais

Começam a aparecer as primeiras críticas à forma como a crise em Nova Orleães foi gerida.

Ouço o repórter português na CBS, Mário de Carvalho, na TSF, a criticar a ordenação tardia da evacuação e a inexistência de transportes para a mesma, e sobretudo leio um artigo preocupante de um ex-assessor de Clinton no Spiegel Online.

Spiegel que, aliás, faz um link para um artigo da Scientif American, onde se escreve: A major hurricane could swamp New Orleans under 20 feet of water, killing thousands. Human activities along the Mississippi River have dramatically increased the risk, and now only massive reengineering of southeastern Louisiana can save the city .

O artigo é de 2001.

E nós por cá?

Todos bem?

Ou também precisaremos de uma massive reengineering?

A Faculdade de Letras de Lisboa vai fazer uma conferência alusiva aos 250 anos do terramoto de 1755,

o Instituto de História Contemporânea vai dedicar o seu curso de Verão deste ano à História e Ciência da Catástrofe, em que o terramoto ocupa lugar de destaque,

a Faculdade de Belas Artes também faz um curso de Verão sobre o terramoto,

a Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais dá conta de um workshop internacional organizado pela Divisão de Sismologia do Instituto de Meteorologia, em cooperação com a Universidade de Lisboa, ainda sobre o terramoto...

Enfim, a gestão de catástrofes está em alta.

Será do tão-falado fim das ideologias?

Ou o Homem está a colher o que semeou?

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com