.comment-link {margin-left:.6em;}

quinta-feira, novembro 10, 2005

Leituras com pó (34)



Atraiçoando o ideal que historicamente as diferenciava dos regimes totalitários - liberdade, igualdade, fraternidade -, desprotegendo os direitos fundamentais dos cidadãos, mantendo entre estes, sob um novo aspecto, as desigualdades e sacrificando o indivíduo às exigências da produção, as estruturas democráticas do Ocidente deixam o campo livre às aventuras totalitárias, condenando-se ao suicídio.

Claude Julien, O Suicídio das Democracias, Lisboa, Arcádia, 1974 (o original, saído na Bernard Grasset, é de 1972).

Pessimismo?

Visão?


PS - E não se pode ressuscitar uma editora como a Arcádia?

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com