.comment-link {margin-left:.6em;}

terça-feira, novembro 15, 2005

Onde páram as elites (81)?

Eis um retrato preocupante, sobre Justiça :

(...)
É bom que se saiba que o trabalho dos magistrados do Ministério Público continua, com o passar dos anos, a ser muito difícil de levar a cabo. Afogados em processos, porque os quadros antigos, já de si obsoletos, continuam por preencher. Tantas vezes mal instalados, com carências de meios materiais, e sujeitos a decisões administrativas a que são alheios, no vai e vem dos funcionários que os deviam assistir. Demasiado dependentes das insuficiências que também assaltam os órgãos de polícia criminal. E, por regra, sem funcionários.
Sublinhe-se que nem sequer são recordados aspectos mais sectoriais, como o facto de a moderna criminalidade económica e transnacional ter levado à criação, nos vários países da União Europeia, de unidades do Ministério Público centrais, e altamente especializadas, para combate àquele tipo de criminalidade. Ora a falta de apoio que até agora tem penalizado o nosso DCIAP contrasta, também aqui, impressivamente, com o que se procura fazer lá fora.

(...)

Procurador-Geral da República, no Relatório da Procuradoria-Geral da República 2004, página 8.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com