.comment-link {margin-left:.6em;}

domingo, junho 11, 2006

À atenção dos professores


O último livro de Alvin e Heidi Toffler dá, como os outros, motivos de reflexão.

Os professores e a indústria da educação em geral são alguns dos que ganhariam com a consulta ao livro.

Não pelas soluções preconizadas, mas pelo diagnóstico cru que é feito.

Os Toffler entendem que os professores, os pais, os estudantes e as empresas estão a forçar a industrial-age school a mudar e a acabar com as education factories.

O sistema existente reduz o ensino a uma actividade mecânica, à instrução by-the-book e a avaliações-padrão e seca qualquer pinga de criatividade que professores e estudantes por ventura tenham.

Os pais começam a desistir de mudar o sistema e a montar alternativas de ensino, como o ensino caseiro, mas também novas instituições com novos modelos, métodos e conteúdos.

Os estudantes rebelam-se, como sempre que alguém os pretende encaixotar em formatos incómodos, desajustados ou inexplicados. A rebelião ocorre em dois locais, ou dentro ou fora da sala de aula. Ao abandonarem os estudos acabam por se juntar ao lumpen-proletariado, ao ficarem na sala, optam entre boicote passivo ou activo: (...) many teachers who are forced to serve as jailers faced every day with the equivalent of a ritot in the cell block as their pupils fight any semblance of discipline. (p. 360).

Por fim, as empresas, que estão cada vez mais decepcionadas com a resposta do ensino às necessidades de novas capacidades requeridas pela sociedade e economia baseada no conhecimento. Para sublinhar o seu ponto, os Toffler citam Bill Gates que, em 2005, escreveu: America's high school are obsolete (...) This isn't an accident or a flaw in the system; it is the system.

(Alvin and Heidi Toffler (2006), Revolutionary Wealth, New York: Alfred Knopf.)

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com