.comment-link {margin-left:.6em;}

segunda-feira, setembro 25, 2006

Ambiente, inteligência e egoísmo

A moda dos filmes sobre ambiente, de que o de Al Gore é claramente O Filme, evidencia a miséria irracional e entrópica a que nos condenam as, eufemisticamente designadas, externalidades das actividades empresariais. Mas também se pode acrescentar a passividade e o comodismo do Homem das sociedades actuais.

É o predomínio do short-termism , da lógica individualista, egoísta, à custa da viabilidade colectiva no longo prazo, que se está a revelar para alguns como demasiado curto (vide New Orleans).

Alguém escrevia há dias nos jornais que a Humanidade já tinha atingido um tal patamar de conhecimento técnico que se podia permitir a resolução dos problemas que a afectavam.

O Raul Solnado dizia que tinha uma prima que gostava de dizer "Pois". Eu também.

Ou se muda voluntariamente, ou a mudança impõe-se por ela própria. Mas que há mudança lá isso haverá. Aliás, está a haver.

Como parecem ridículos os jogos florais dos artistas que ocupam a cena mediática, centrados no seu umbigo, envolvidos em magnas polémicas da treta, insensíveis aos reais problemas, os que têm a ver com a sobrevivência da espécie ...

Como sempre, o essencial passa-se fora do palco.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Link to ClockLink.com